Estudo aponta impacto de seca na Amazônia sobre o clima mundial

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Estudo aponta impacto de seca na Amazônia sobre o clima mundial

Mensagem  D. K. em 03.02.11 19:40

03 de fevereiro de 2011 - Portal Amazônia, com informações do G1

Pesquisa realizada em parceria entre as universidades britânicas de Leeds e Sheffield e o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam) aponta o impacto da seca na Amazônia sobre o clima mundial. Segundo anúncio de cientistas nesta quinta-feira (3), o fenômeno do ano passado foi pior que a "estiagem do século" de 2005, e pode ter tido para o aquecimento global um impacto maior do que os Estados Unidos provocam em um ano.

Um dos riscos da seca, de acordo com os cientistas, é o aumento da frequência do fenômeno. Análises apontam que essa intensificação causaria a transformação da maior floresta tropical do mundo em uma fonte de gases do efeito estufa, acelerando o aquecimento global. O motivo dessa mudança seria a liberação do dióxido de carbono pelas árvores mortas e apodrecidas, absorvido durante o crescimento das plantas.

Seca histórica

O estudo, publicado na revista Science, mostra que a seca do ano passado provocou redução de chuvas numa área de 3 milhões de quilômetros quadrados da floresta, ultrapassando o 1,9 milhão de quilômetros quadrados afetados em 2005. Além de mais ampla, a seca de 2010 foi também mais intensa, causando uma maior mortalidade de árvores, e com três grandes epicentros. A seca de 2005 estava focada principalmente no sudoeste da Amazônia.

Os cientistas acreditam que o resultado de um impacto tão forte seria que, em 2010 e 2011, a Amazônia irá deixar de absorver o volume habitual de 1,5 bilhão de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera. Por outro lado, 5 bilhões de toneladas de gás serão liberados por árvores mortas no próximo anos.

Segundo o estudo, o resultado dessa liberação representa um impacto acumulado de até 8 bilhões de toneladas. Se comparado com a emissão dos Estados Unidos, o choque é ainda maior. O país norte-americano liberou, em todo o ano de 2009, 5,4 bilhões de toneladas de dióxido de carbono pelo uso de combustíveis fósseis. O impacto da Amazônia seria muito maior.

Efeito dominó

As secas tornam a mata mais propensa a queimadas, o que afeta a capacidade de regeneração. Sob os cenários mais extremos desses modelos, grandes partes da Amazônia podem se transformar em cerrado até meados do século, com uma forte redução da sua biodiversidade animal e botânica.

Segundo o ecologista da Universidade de Leeds e autor do estudo, Simon Lewis, um elemento crucial para esses efeitos é saber se as secas estão sendo causadas pela maior concentração de gases do efeito estufa na atmosfera, ou se são uma anomalia. Se forem resultado do aquecimento global, um círculo vicioso de temperaturas mais elevadas e secas poderia fazer a floresta como um todo "murchar" ao longo das próximas décadas.
Fonte: Portal Amazônia

Comentário: Evidentemente, a causa é o tal efeito estufa!

_________________
Seja íntegro: não faça as coisas pela metade. Não preserve apenas o meio ambiente, preserve todo ele!
Seja livre: use Linux Mageia! Veja mais em Mageia Brasil
avatar
D. K.
Moderador
Moderador

Mensagens : 571
Data de inscrição : 24/10/2010
Idade : 63
Localização : Espírito Santo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum