Protocolo de Nagoya - cop 10 (sobre a biodiversidade)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Protocolo de Nagoya - cop 10 (sobre a biodiversidade)

Mensagem  otto em 16.12.10 7:09

santa
pessoal,
Segundo Ahmed Djoghlaf o Protocolo de Nagoya é marco histórico.Leiam sobre os principais pontos sobre o protocolo de Nagoya em http://ecologiaefe.blogspot.com/2010/11/protocolo-de-nagoya.html
Vejam o vídeo do cientista político Sérgio Abranches comentando sobre o protocolo de Nagoya em http://globonews.globo.com/Jornalismo/GN/0,,MUL1627265-17665-313,00.html


Citação:

A importância do acordo conseguido no fim de outubro na 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP10) – que teve participação decisiva de negociadores brasileiros – foi enfatizada pelo secretário-executivo da Convenção da Biodiversidade, Ahmed Djoghlaf, durante a conferência internacional Getting Post 2010 – Biodiversity Targets Right, em Bragança Paulista (SP).
Realizada pelo Programa Biota-FAPESP, pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) e pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a reunião, que termina no dia 15 de dezembro, marca o encerramento do Ano Internacional da Biodiversidade.
“Acredito que o Protocolo de Nagoya é um dos mais importantes acordos na história da humanidade. Ele terá um impacto sem precedentes no meio ambiente, porque está focado em incentivar quem protege a biodiversidade”, disse à Agência FAPESP.
“Aqueles que detêm a tecnologia para utilizar os recursos naturais poderão desenvolver seus produtos, mas vão compartilhar os benefícios com os países que detêm a biodiversidade que, por sua vez, deixarão de ser apenas provedores de recursos genéticos para se tornar também beneficiários desses avanços”, completou.
De acordo com Djoghlaf, a expectativa é que o acordo construído em Nagoya seja assinado no dia 2 de fevereiro, na sede das Nações Unidas, em Nova York. “Esperamos assinar o protocolo sem demora, para assegurar o início do processo de ratificação. Queremos acelerar esse processo para que o acordo entre em vigor o quanto antes”, disse.
Segundo ele, o Protocolo de Nagoya deve ser ratificado por 50 países para que entre em vigor. O objetivo é que esse processo seja finalizado até a Rio+20, evento que marcará, em 2012, os 20 anos da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (Rio-92), reunião que consagrou mundialmente o conceito de desenvolvimento sustentável.
“Se conseguirmos viabilizar o protocolo até lá, terá sido uma grande realização no vigésimo aniversário da Rio-92. O Protocolo de Nagoya ainda não chamou a atenção que merece na sociedade, mas é um acordo importantíssimo de responsabilização de danos. Na prática, é a implantação efetiva do Princípio 13 da Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento”, disse Djoghlaf.
O Princípio 13 da Declaração do Rio estabelece que os Estados “devem desenvolver legislação nacional relativa à responsabilidade de indenização das vítimas de poluição e outros danos ambientais” e cooperar para “o desenvolvimento de normas de direito internacional ambiental relativas à responsabilidade e indenização por efeitos adversos de danos ambientais causados, em áreas fora de sua jurisdição, por atividades dentro de sua jurisdição ou sob seu controle”.
Djoghlaf também destacou a participação dos brasileiros nas diversas etapas do processo que culminou com a aprovação do acordo da COP10.
“Agradeço ao Brasil por suas iniciativas, sem as quais não teria sido possível a adoção do Protocolo de Nagoya. O país foi um dos principais líderes no processo e conseguiu convencer as partes a discutir e chegar a um acordo, evidenciando que não se tratava do fim, mas sim do início de um processo”, afirmou.
Segundo Djoghlaf, a própria gravidade da situação da biodiversidade mundial contribuiu para que se chegasse a um acordo no Japão. “Inúmeros estudos, incluindo várias pesquisas brasileiras, demonstram que a perda de biodiversidade continua se agravando e as mudanças climáticas levarão a uma situação ainda mais dramática. O Brasil, onde nasceu a Convenção sobre Diversidade Biológica em 1992 e onde será realizada a reunião de 2012, é um país que poderá nos ajudar muito a promover uma mudança significativa nesse cenário”, destacou.
Na COP10, de acordo com Djoghlaf, verificou-se que nenhum país conseguiu atingir as metas estabelecidas em 2002 na conferência Rio+10, em Johanesburgo (África do Sul). A preocupação agora é definir como efetivamente cumprir as metas para 2020, definidas pelo novo protocolo.
“O monitoramento será muito importante. Não vamos esperar até 2020 para concluir que fracassamos, como aconteceu em relação à implantação das metas de Johanesburgo. Haverá uma avaliação em 2015 – que coincidirá com a avaliação das Metas do Milênio. Esperamos que em 2015 tenhamos uma reunião com os chefes de estado dos países da Convenção, para redefinir o que será preciso para que as metas sejam atingidas. Durante todo esse período, haverá um processo de avaliação de relatórios nacionais”, disse.

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/ambiente/cop10-protocolo-nagoya-plano-estrategico-607759.shtml
http://www.ecodebate.com.br/2010/11/01/cop-10-protocolo-de-nagoya-renova-esperancas-sobre-o-futuro-da-biodiversidade-do-planeta/
http://www.hsm.com.br/blog/2010/11/cop10-protocolo-de-nagoya/
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=protocolo-nagoya&id=010175101215
http://www.cartacapital.com.br/carta-verde/o-dna-da-biodiversidade


Fonte: Agência Fapesp
http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2010/12/16/64085-protocolo-de-nagoya-e-marco-historico-diz-ahmed-djoghlaf.html

lol!
avatar
otto
Administrador do forum
Administrador do forum

Mensagens : 425
Data de inscrição : 13/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Protocolo de Nagoya - cop 10 (sobre a biodiversidade)

Mensagem  D. K. em 18.12.10 6:16

“Esperamos assinar o protocolo sem demora, para assegurar o início do processo de ratificação. Queremos acelerar esse processo para que o acordo entre em vigor o quanto antes”
“Se conseguirmos viabilizar o protocolo até lá, terá sido uma grande realização no vigésimo aniversário da Rio-92"
Esse é que é o problema: tempo...
Neutral
avatar
D. K.
Moderador
Moderador

Mensagens : 571
Data de inscrição : 24/10/2010
Idade : 63
Localização : Espírito Santo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Protocolo de Nagoya - cop 10 (sobre a biodiversidade)

Mensagem  D. K. em 18.12.10 11:11

A propósito do Protocolo de Nagoya:
Brasil só cumpre 2 das 51 metas sobre biodiversidade
Relatório entregue pelo governo às vésperas da COP-10 mostra que país teve resultado modesto em preservação

O Brasil cumpriu 2 das 51 metas nacionais para preservação da biodiversidade, segundo relatório do Ministério do Meio Ambiente preparado para a décima edição da Conferência das Partes sobre Biodiversidade (COP-10), que começa na segunda-feira em Nagoya, Japão. Representantes de 193 países vão discutir o cumprimento das metas ambientais para 2010 e discutir os próximos objetivos até 2020.

No documento, disponível na página na internet da COP-10, o governo brasileiro informa que apenas duas metas nacionais foram atingidas. Uma delas foi a redução de 25% do número de focos de incêndio em cada bioma. Esse item, no entanto, considera os dados só até 2009, o que exclui o aumento dos casos de queimadas neste ano.

A outra meta alcançada foi a catalogação de todas as espécies brasileiras da fauna e da flora conhecidas. A listagem reúne informações úteis para pesquisadores, como nome científico das espécies, classificação taxonômica e área de ocorrência.

A catalogação, porém, deixa uma grande lacuna ao não procurar novas espécies. Segundo estimativas do MMA, 70% das espécies brasileiras, principalmente de insetos, ainda não são conhecidas.

O relatório informa que outras quatro metas foram cumpridas parcialmente: conservação de pelo menos 30% do bioma Amazônia (chegou a 27%); aumento dos investimentos em estudos para o uso sustentável da biodiversidade; aumento no número de patentes geradas a partir de componentes da biodiversidade; e redução de 75% na taxa de desmatamento na Amazônia.

Por outro lado, ficaram de fora metas importantes relacionadas à preservação. Nos biomas onde as unidades de conservação deveriam ocupar ao menos 10% do território, os resultados ficaram distantes. Foi o caso do Pantanal, com 4%, e das zonas costeiras, com 1,5%. Na Mata Atlântica, a meta de desmatamento zero não foi alcançada. Em relação à fauna, não houve redução da lista de espécies animais ameaçadas de extinção.

As 51 metas de conservação para 2010 foram estipuladas pela Comissão Nacional de Biodiversidade (Conabio) em 2006, quando o MMA era comandado pela ex-candidata à Presidência, Marina Silva (PV-AC). Os compromissos têm o objetivo de combater a perda de biodiversidade, o desmatamento e a extinção de espécies.

Dos 193 países signatários da Convenção sobre Diversidade Biológica, 148 haviam entregado o relatório sobre as metas nacionais. O Brasil foi o último, até ontem. O relatório classifica o resultado das metas não cumpridas como "modesto".

(Circe Bonatelli - O Estado de SP)
Fonte: http://ciencisagora.blogspot.com/2010/12/brasil-so-cumpre-2-das-51-metas-sobre.html?spref=bl

Ou seja, taí a explicação para a "participação decisiva dos negociadores brasileiros"...
Mad
avatar
D. K.
Moderador
Moderador

Mensagens : 571
Data de inscrição : 24/10/2010
Idade : 63
Localização : Espírito Santo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Protocolo de Nagoya - cop 10 (sobre a biodiversidade)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum